Uma nerd no Carnaval

Share Button

sheldon-1Oi, peeps!

Como esse mês não tem dia 29 minha coluna passou pro dia 28. Uhuuuu! É Carnavaaaaaal!

Ok. Preciso confessar uma coisa antes que seja tarde demais e minha reputação acabe: não supoooooooooooorto Carnaval. Para mim essa época só é boa porque é feriado e não preciso trabalhar. A boa é estocar comida e bebida em casa e não ter que sair nem para comprar pão na padaria. Sim, essa sou eu no Carnaval. Mas respeito quem gosta, é claro, é uma festa bonita, muita gente pelada, fantasias hilárias e o melhor: você se permite ser quem quiser sem se preocupar no que os outros estão pensando. Sinceramente, a gente não deveria se preocupar nunca, mas tem gente que só consegue ser livre nessa época. Somos o que somos, people, vivemos a própria vida e não a dos outros, então por que ter medo?

image

Estereótipo sempre vai existir. Não estou aqui para dizer se é bom ou não. Mas existe. A gente sempre acaba definindo todo mundo e limitando a personalidade e comportamento das pessoas. É um saco? Claro que é! Ninguém gosta de ser generalizado e ainda de maneira errada. Vejam o nerd, por exemplo…

Sempre vistos como inteligentes, mas feios, desajeitados, magros demais ou gordos demais, que usam óculos e calça centropeito; no passado não eram dignos de respeito. Hoje, são semideuses! Ok, exagerei um pouquinho, cof cof. Mas nerds estão em alta! Os “playboys” estão perdendo espaço. Google, Amazon, Apple… quem domina o mercado? Nerds! Cinema, literatura, TV… são produzidos por quem? NERDS! Música? Loucos, mas um dia os nerds chegam lá! *NERDS RULE*

Leiam a coluna na íntegra no Blog da Luly!