Diário da Vivi

Resenha do livro Palladinum

Share Button

Nem todo escritor – por melhor que ele seja – é um contador de histórias nato. São poucos e, na minha opinião, é o que diferencia um livro MUITO bom de um favorito. E Palladinum, de Marcelo Amaral, entrou para a lista dos TOP 10 favoritos da categoria infantojuvenil, o que no meu caso quer dizer muito! IS THAT GOOD!

Uma coisa é ser suspeita por ser amiga do autor e ser fã do tema fantasia, outra é faltar com a sinceridade para comigo mesma. Eu poderia dizer apenas “ah, que livro legal e tal” e já taria fazendo meu papel de amiga, rs. O que de fato eu fiz quando vi a capa e a sinopse. O que eu não imaginava era me surpreender do jeito que me surpreendi e me tornar a fã número 2 – o primeiro lugar foi reivindicado pela esposa do autor, humpf – da turminha da Página Pirata. Caramba! Eles são muito reais!!! Eles existem, eu juro! 😀 E eu sou a Pastilha (sem a asma e sem as alergias)!!! hihihi

Enquanto acompanhava a aventura da turma ainda na escola, antes de irem parar no mundo dos sonhos, não conseguia deixar de lembrar da minha época de escola, minhas próprias aventuras, as intrigas, os recreios, as amizades… Aquela energia toda… os tempos eram outros, rs. Eu não apenas me identifiquei como entrei na história mergulhando de cabeça e tudo. Senti como se o livro tivesse sido escrito pra mim, sabe? Por encomenda (no melhor sentido da palavra)! 😛

O mundo dos sonhos é fantasia pura e a narrativa do autor é tão gostosa, tão divertida, que você não vai nem perceber a quantidade de páginas. Aliás, que isso sirva de conselho: não leia à noite se você tiver que dormir cedo, muito menos se tiver que sair de casa logo depois. É certeza que você vai perder a hora. o.O

Enfim, Palladinum é maravilhoso em todos os níveis, desde o momento em que você permite a entrada da criatividade e se deixa levar pela imaginação. É lindo, emocionante e uma lição de amizade. Senti uma pontada de tristeza ao terminar de ler por ter perdido contato com tanta gente da época de escola… como eu queria voltar pelo menos por um dia. E se você também teve uma época mágica no primário e no ginásio vai se entregar completamente e vai pedir por mais e mais! MARCELO, CADÊ A CONTINUAÇÃO???

Ah! Não podia deixar de falar, é claro, o quanto Palladinum me inspirou para escrever meu próprio livro. Li em 3 dias entre dores de cabeça e a escrita do resumo do Terra da Sombra e dizer que ele significou MUITO pra mim é dizer pouco.

RECOMENDADO PARA TODAS AS IDADES – principalmente se você é dos anos 80 e curte aventuras do tipo Caverna do Dragão!

#etenhodito

2 thoughts on “Resenha do livro Palladinum

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers:

  • Facebook
  • Google+
  • LinkedIn
  • Twitter
  • Tumblr
  • YouTube
  • Pinterest