Por que e pra quem você quer escrever?

Share Button

Falando sério.

Por que você quer escrever?

Pra ficar famoso, pra ser conhecido, pra se tornar imortal? Ou porque vc sente uma incoercível força que ataca e queima seus órgãos um por um e aos poucos toda vez que você fica sem escrever?

E pra quem vc escreve?

O mundo vai acabar um dia. Talvez você seja reconhecido e seu nome seja lembrado por décadas, centenas, talvez milhares de anos, como os velhos filósofos. Mesmo que seu livro permaneça na mente de cada um e suas palavras se perpetuem ao longo dos anos, um dia a história como a gente conhece vai acabar. Ou não. Que seja.

Tudo é uma incógnita e a expectativa é a única coisa que fica até o último dos dias. Por que nós nos vestimos bem, nos arrumamos e nos preocupamos com as palavras e com as atitudes? O que nos guia é a expectativa que temos, de como os outros vão agir e do que vão pensar de nós. O tempo todo. A preocupação de ser julgado.

Mas e a expectativa que temos de nós mesmos? Não conta? Não queremos viver a própria vida? Estamos tão preocupados em aceitação, em ser reconhecido, que esquecemos que a única coisa que importa é o que a gente escolhe fazer pelo simples fato de querer agir?

Por que nós escrevemos? Por que fazemos o que fazemos? É o impulso de querer ser ou de competir que rege a verdadeira natureza do ser humano? De onde vem os melhores e os piores sentimentos? Onde guardamos nossos segredos mais profundos por medo de sermos julgados?

E a melhor de todas: a quem estamos enganando?

Há sete bilhões de pessoas no mundo e cada uma delas tem uma vida, uma jornada. Até onde eu sei ninguém consegue ler pensamentos nem compartilhar a consciência como os Sense8, embora sintamos as mesmas coisas. A questão é que não dividimos a nossa vida, dividimos nossa atenção, nosso carinho, nossos sentimentos, mas a vida só pode ser vivida por um. O que funciona pra um pode não funcionar pro outro. O que uma pessoa espera ganhar ao repetir o discurso do próximo sem ao menos se identificar com ele? E de que adianta viver com medo de ser julgado, quando na verdade o único julgamento que importa é de quem está vivendo essa vida?

Se você vive repetindo: “quero muito escrever um dia”, “ah, preciso parar pra escrever o que eu quero”, mas nunca para de fato pra escrever, você deveria repensar suas prioridades. Ou você está se enganando porque quer repetir os passos de alguém que escreve ou você está se enganando porque quer repetir os passos de alguém que não escreve.

Eu volto a perguntar: por que e pra quem você quer escrever?

1434126882456