Diário da Vivi

Essa sou eu

Share Button

Se alguém me perguntasse qual é meu instrumento predileto eu ficaria na dúvida entre piano e violino e acho que jamais chegaria a uma conclusão. Agora, se for sobre estações do ano eu teria a resposta na ponta da língua: inverno. No Brasil não dá pra ser de outro jeito. Felinos ou caninos? É como escolher entre árvores e cachoeiras. Tenho gatos porque os amo, mas também porque não posso ter cachorros. Mas não me considero uma pessoa de apenas um deles. A mesma coisa acontece com montanhas, praias e neve. Gosto da época e do que cada um significa pra mim. A praia foi minha infância, a montanha era sempre sinônimo de férias, diversão e refúgio e a neve fazia parte de um sonho que foi realizado…

Amava andar descalça e agora sempre procuro o par de chinelos antes de sair da cama, odeio conflitos e muitas vezes balanço a cabeça para evitá-los e acabo não dizendo o que realmente penso. Brigo quando acho que existe injustiça, de acordo com o meu ponto de vista, é claro, e sou egoísta e má com aqueles que às vezes nem merecem, mas que já fizeram coisas ruins comigo e que eu não consigo perdoar. É mais fácil quando esqueço – e costumo esquecer as coisas ruins com facilidade, com exceção daqueles que estão comigo diariamente.

Sou desconfiada de todo mundo até que me provem do contrário, mas gosto de algumas pessoas de graça, sem motivo algum. Sou transparente quando quero ser, mas já menti e não gosto disso, então evito. Se tem uma coisa que eu posso falar que odeio é mentira. Sei que às vezes é necessária e entendo as consequências de algumas verdades, mas não consigo deixar de julgar os mentirosos compulsivos. E é por isso que brigo e sinto que é tão difícil ‘ignorar”, deixar de lado. Faz parte da minha personalidade. Eu aceito e relevo muita coisa. Sou fácil. Abro sorrisos até para quem não merece e quem não me conhece direito acha que sou ingênua. Mas nem sempre meu sorriso estampa meus olhos e são poucos aqueles que eu entrego a chave e abro as portas. Sou difícil de abraçar e geralmente não choro com facilidade em público. Quando fico ansiosa perco o controle, como a pele dos meus dedos no processo, mas machuco muito além disso, só que não deixo que os outros percebam o quanto isso é ruim.

Tenho medo de muita coisa como qualquer outra pessoa. Tenho fobia de insetos que picam e voam; do mar, à noite; da perda de memória… já tive do escuro, mas hoje acho que estamos tão sozinhos, apesar da grande família que formamos, que de vez em quando agradeço o silêncio e as luzes apagadas. Costumo fechar os olhos mesmo no escuro e pensar nos acontecimentos do dia, quando ele chega ao fim. Acho que isso se chama meditação, mas a verdade é que nada sei. Tenho preguiça de fazer algumas coisas e ao mesmo tempo sou intensa em relação a tudo.

Gosto de conversar com os amigos e de descobrir coisas, ouvir histórias. Sei que muitas vezes eles pensam que estou julgando, mas na verdade são apenas os meus olhos que brilham de um jeito esperto e acordado. Gosto de ouvir, mas também amo falar. Apesar de ser carismática e comunicativa quase nunca consigo me expressar do jeito que gostaria. Meus pensamentos são sempre menos cruéis. Minha voz expressa muito dos meus sentimentos, mas às vezes me trai e sei que são apenas palavras lidas, ouvidas ou transformadas, não traduzem a verdade. Por isso, já machuquei pessoas e já fui machucada.

Já me roubaram um beijo, mais de uma vez, e eu não soube fazer o que deveria ter sido feito. Quando estou triste, volto ao passado e reconstruo cenas à minha maneira, embora isso não signifique que me arrependa de alguma coisa. Quando estou feliz me imagino no futuro e estou sempre feliz. Tenho flashes de memória de coisas ruins que já me aconteceram na vida e não consigo me livrar delas. Já perdi um grande amigo, um dos que me roubaram um beijo, que se suicidou. A mãe da minha melhor amiga de infância morreu de câncer e eu não acho que fui a melhor das amigas. Não estive lá por ela e para ela.

Amo conhecer gente nova e prezo a amizade, mas vejo o quanto é difícil mantê-las. Esqueço de regá-las, não porque não são importantes, mas porque sou intensa em cada momento e não sobra energia e espaço para lembrar das coisas que realmente importam. Eu esqueço. De verdade. E quando lembro fico achando que é tarde demais. Penso no quanto as pessoas são distantes umas das outras e me espanto quando as vejo tão próximas. De mim, inclusive. Me surpreendo com as pessoas diariamente e também me decepciono.

Amo a vida e nada me faria desistir dela. Acredito em possibilidades e opiniões diferentes. Acredito em milhões de mundos e na fantasia. Leio e escrevo porque necessito e porque amo aprender. Sei que o dia acaba rápido, mas sei que faço o que quero com o tempo que me é dado. Faço escolhas, embora nem sempre as melhores, seja por mim ou pelos outros, e acredito em aprendizado. Eu sempre digo que sou brega, mas sou feliz. Não me importo com o que os outros pensam de mim, mas não consigo usar shorts com vergonha da minha coxa. Consigo enxergar minha beleza e gosto de me olhar no espelho, mas tenho dificuldade em aceitar elogios.

Essa sou eu. Talvez não toda eu, mas alguma parte. E posso não ser perfeita, posso ter problemas familiares sérios e não ter todos os amigos do mundo, mas sou quem eu sou. Sou sensível e autêntica, mesmo que você seja um estranho, mas não digo sempre o que penso até que a pessoa pergunte e queira ouvir minha opinião.

Essa sou eu. Quem você vê.

One thought on “Essa sou eu

  1. Ufa! Que turbilhão!!

    Engraçado ver como você se vê. Vc é linda mesmo, sincera etc. e tal, mas tem uns defeitos que não concordo não, viu?

    Talvez eu é que deva ser mais amigo e ver melhor seus defeitos 😉

    Mentira… Vc é transparente mesmo e a gente vê suas arestas, mas acho que defeito mesmo é a gente se fechar para os nossos defeitos e isso é algo que eu não vejo em vc!

    Um dia vou tentar fazer um texto assim, mas sempre que tento acho que fica tão estranho…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers:

  • Facebook
  • Google+
  • LinkedIn
  • Twitter
  • Tumblr
  • YouTube
  • Pinterest