Escrevendo a história da minha quarentena

Share Button

Nas primeiras semanas da quarentena eu lembro de ter dito para minha equipe no trabalho algo como “vocês estão escrevendo neste exato momento a história da quarentena de vocês, vocês vão lembrar disso tudo. Então, façam o que vocês gostariam de lembrar”. Foi bem nível coach, eu sei, mas já costumo falar isso sobre a vida e estávamos numa reunião de vídeo tentando entender a nova realidade e o que aquilo significava para nós e para a empresa, e, bem…, eu senti que precisava oferecer umas palavras de estímulo para todo mundo continuar seguindo em frente, mantendo a rotina e não se entregar para a preguiça nem para o desânimo. Eu sabia que ia ser um momento divisor de mares.

É curioso que pouquíssimos dias depois o meu professor de Krav Maga falou a mesma coisa para os alunos. E eu admiro muito meu professor, então, na mesma hora, decidi que eu tinha falado a coisa certa, digna de coach ou não, não me importo. Afinal, ele havia dito também, e ele está sempre certo. =) Mais interessante ainda foi perceber que desde os primeiríssimos dias da quarentena, eu respiro, vivo e repito essa frase, quase como um mantra. “Estou escrevendo a história da minha quarentena. Que tipo de escolhas vou fazer?”

Leia a coluna completa no site Cheiro de Livro