Diário da Vivi

Escrevendo no ônibus #1

Share Button

(Texto sem revisão! Viva a espontaneidade!) O som dela chegando me lembrou de quando eu tinha cinco anos e de quando eu vi, pela primeira vez, o homem que mudaria minha vida para sempre. Um homem maltrapilho, com um penteado indeciso entre Bowie e Patrick Swayze, uma gravata borboleta e um suspensório ridículo, um andar tão

Continue lendo…

Da madrugada

Share Button

Difíceis as horas que precedem a aurora De Poe a Sade, nem as leituras têm vez; Não se sabe a hora, não há mais relógios… Quem conta o tempo não vive nem chora. Ninguém vem me visitar nem em sonhos nem em umbrais; Ninguém para dizer palavra alguma… nem mesmo “Nunca mais”. De sonhos perdidos

Continue lendo…

Sonho #1

Share Button

Do lado de fora só tinha o mar. No início eu tava no meu próprio apartamento e depois virou um consultório médico de um prédio super alto que eu trabalhei em 2006. No final era um hotel bizarro, enorme e cheio de detalhes medievais. Mas o que eu vi no mar foi o que me

Continue lendo…

Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers:

  • Facebook
  • Google+
  • LinkedIn
  • Twitter
  • Tumblr
  • YouTube
  • Pinterest